Biografia

Nasceu no bairro do Tróino, em Setúbal.[2] Começou por fazer parte dos Antecipação que lançaram um disco em 1972.

O seu primeiro disco a solo, lançado em 1973, foi um EP para a editora Rapsódia no Porto com quatro versões: “Céu” (“Ciel” de Gil Chazal), “Hello, Amor” (“Hello, my love” de Theo Van Es), “Meu Bom Jesus” (versão de “Petit Jesus” de J. Renard e Claude François) e “Escuta-me” (“Escuchame” de T. Martinez). De 1973 a 1979 edita anualmente um disco geralmente com versões, incluindo a versão portuguesa das canções vencedoras do Festival da Eurovisão, tendo feito a primeira incursão pela música tradicional portuguesa em 1978 com o LP “Cantigas Que o Povo Fez”.

Em 1980 obtém um dos seus maiores sucessos com “Vais Partir”, com que recebe Prata, Ouro e Platina, a primeira canção que grava para a editora Rossil. Os sucessos prosseguem com “Canção dos Teus Cabelos” e “Balada dos Caçadores”, com que participou no Festival da Canção da Rádio Comercial.

Em 1983 assina contrato com a editora Polygram editando o seu primeiro single para aquela editora com a canção “Amore Mio” recebendo Disco de Ouro com o selo daquela editora.

Viajou pelas várias comunidades portuguesas, recebendo sempre fortes e calorosos aplausos e o apoio incondicional do público. Participa nos festivais Slanchev Briag (Bulgária/1984), Yamaha Song Festival Tóquio (Japão/1984), Porto Rico/1984, Canzoneta Malteza – Malta/1985, Festival do Mediterrâneo Turquia/1989 ou Tel Aviv (Israel/1990) onde recebe vários prémios, nomeadamente de interpretação.

Em 1995 muda de editora, assinando contrato com a Vidisco e lança o CD “Romântico” onde consegue mais uma vez um Disco de Ouro.

Em 1996 o cantor setubalense de renome internacional grava o CD “Pelo Meu Caminho” com arranjos de Ramon Gallarza, José Marinho e Hernâni Raposo onde é apresentado pela primeira vez a canção “Colmeia do Amor”, outro dos estrondosos sucessos da carreira do cantor. No mesmo CD aparece pela primeira vez o dueto “Tu Só Tu” com Alexandra, versão portuguesa do sucesso internacional “Something’s Stupid” interpretado originalmente por Frank Sinatra e sua filha Nancy. Também o dueto “Toureiro” com Neno, guarda redes/cantor português que jogou no Benfica, Vitória de Guimarães e Selecção Nacional para além ainda do tema açoreano “Nove Ilhas, Dez Amores”.

A comemorar 35 anos de carreira lançou o CD “Sinto Amor no Ar” com o selo Vidisco.

Em 2010 lançou o seu site oficial. Edita ainda o disco “Viagens”.

Em 2015 fez uma participação especial na série da RTP “Bem-Vindos a Beirais”.

Em 2021 assina contrato com a empresa País Real num molde diferente aos realizados até hoje, ficando esta responsável pela promoção, edição e agenciamento do artista.

As canções do seu repertório, essas estão ainda na memória e nos ouvidos de todos: “Vais Partir” “Canção dos teus cabelos” “Marinheiro” “Amore Mio” “Bolero” “Colmeia do Amor” e muitas, muitas outras.

CLEMENTE conquistou durante a sua já longa carreira, recheada de inúmeros sucessos, vários discos galardoados assim como prémios de interpretação e distinção.

CLEMENTE não pretende parar por aqui, e após o lançamento do EP “ Memórias ” presenteia-nos agora, com o lançamento do seu álbum “ Reflexos ” que conta com o 12 temas, canções antigas, mas com uma nova sonoridade,……e claro, não podia este deixar de ser mais um trabalho com etiqueta PAÍS REAL!!!

Contactos Agenciamento

País Real Booking

Carla Alves

(+351) 935 043 931

Lançamento recente

CLEMENTE um nome reconhecido da música Portuguesa